Follow by Email

sexta-feira, 24 de agosto de 2012

INTRODUÇÃO


INTRODUÇÃO O século XXI iniciou-se com a humanidade repleta de dúvidas profundas quando ao futuro, motivadas por fatos inusitados, tais como: os atentados terroristas, o terrível tsunami ocorrido na Ásia, bem como guerras declaradas ou iminentes. Em tal contexto histórico, a igreja cristã também não poderia deixar de sofrer influência não só desse período de incerteza, como também dos valores da Pós-modernidade. Hoje, vive-se numa época permeada de modismos em todos os âmbitos, inclusive dentro das igrejas cristãs. É nesse contexto que surge a Igreja Emergente. A Igreja Emergente ou Igreja Cristã Pós-moderna nasce no final do século XX e floresce no inicio deste século, ou seja, nasce num período em que ocorre uma crise não só mundial, mas também teológica e ética que assola a igreja cristã. No entanto, convém ressaltar que essa crise na igreja não ocorre a nível quantitativo, ou seja, número de evangélicos, visto que hoje são por volta de 35 milhões no Brasil, mas a nível qualitativo, pois há um distanciamento, e porque não dizer uma distorção, dos fundamentos doutrinários cristãos, tais como: interpretar livremente o texto bíblico sem se preocupar com a interpretação correta de acordo com a hermenêutica e com a ética cristã; a igreja cristã é muito mais influenciada do que influencia; multiplicação de novidades doutrinárias; uso da manipulação nas igrejas para mobilizar as massas na busca por mais adeptos, dentre outros. Diante dessas considerações, busca-se, pois, desenvolver pesquisa monográfica que responda aos seguintes questionamentos: O que é Igreja Emergente? Quais as principais doutrinas que penetraram na Igreja Cristã Pós-moderna? Quais fundamentos da Igreja Cristã Pós-moderna foram abalados com a intervenção dessas doutrinas? Por que essas doutrinas abalam os fundamentos da Igreja Cristã Pós-moderna? O assunto aqui tratado é de relevante interesse, por isso requer um estudo detalhado a fim de possibilitar maiores esclarecimentos sobre essas novas doutrinas que destroem os princípios da Igreja Cristã Pós-moderna, visando contribuir para um maior grau de consciência da sociedade como um todo quanto a estas doutrinas que entram sutilmente na Igreja Cristã Pós-moderna abalando o verdadeiro Evangelho pregado por Jesus Cristo. Tem-se, então, como objetivo geral, expor os fundamentos professados pelas principais doutrinas que abalam a Igreja Cristã Pós-moderna, quais sejam: Teísmo Aberto, Confissão Positiva e Evangelho da Auto-ajuda, observando os seus principais preceitos doutrinários. Como objetivos específicos têm-se: analisar quais as principais doutrinas que se infiltraram na Igreja Cristã Pós-moderna abalando os seus fundamentos; identificar em que estas doutrinas são contrárias aos preceitos bíblicos; tornar evidente que essas doutrinas minam o fundamento da Igreja Cristã Pós-moderna; questionar os ensinamentos doutrinários da Igreja Emergente e explicar porque estes pressupostos minam os fundamentos da Igreja Cristã Pós-moderna. Em relação aos aspectos metodológicos, as hipóteses são estudadas através de um estudo descritivo-analítico, desenvolvido através de pesquisa bibliográfica, mediante explicações embasadas nos teólogos Frame, MacArthur, Piper, Romeiro, dentre outros, que abordem direta ou indiretamente o tema em análise. No que diz respeito a utilização dos resultados, a tipologia da pesquisa é pura, à medida que tem como único fim a ampliação dos conhecimentos. No que tange à abordagem, é qualitativa, visto apreciar a realidade do tema dentro da perspectiva teológica. Quanto aos objetivos, a pesquisa é descritiva, posto que descreve, explica, esclarece o problema apresentado. Este trabalho foi desenvolvido em capítulos, no segundo capítulo, abordam-se conceitos fundamentais, considerados relevantes para o melhor entendimento do assunto abordado ao longo dos demais capítulos, tais como: doutrina, diferenciação entre dogma e doutrina, verdade, diferenciação entre verdade relativa e verdade absoluta, verdade inerrante e os atributos de Deus. No terceiro capítulo, busca-se apresentar três das principais doutrinas que têm destruído os fundamentos da Igreja Cristã Pós-moderna, quais sejam: Teísmo Aberto, Confissão Positiva e Evangelho da Auto-ajuda. No quarto capítulo, reflete-se a cerca da influência dessas doutrinas, que não estão de acordo com os pressupostos da Bíblia, na Igreja Cristã Pós-moderna, dando ênfase aos efeitos negativos decorrente dos preceitos que elas propagam, bem como comprovando com embasamento bíblico em que tais doutrinas são discordantes da doutrina professada por Cristo e, portanto, prejudicam de modo consubstancial os fundamentos da Igreja Cristã Pós-moderna. Enfim reflete-se com os autores pesquisados, sobre as perdas significativas que a Igreja Cristã Pós-moderna sofre em seus ensinamentos fundamentais com a influência dessas doutrinas, que se insurgem cada dia mais nas igrejas cristãs da atualidade.

Nenhum comentário:

Postar um comentário