Follow by Email

sábado, 27 de novembro de 2010

PROMESSAS DE DEUS PARA ISRAEL

Promessas de Deus a comunidade de Israel
“Eis aí vem dias, diz o Senhor, e firmarei nova aliança com a casa de Israel e com a casa de Judá. Não conforme a aliança que fiz com os seus pais, no dia que os tomei pala mão, para os tirar da terra do Egito; porquanto eles anularam a minha aliança, não obstante Eu os haver desposado, diz o Senhor”.
Na carta aos Romanos, Paulo mencionou que, um dia, todo o Israel será salvo (Rm. 11: 26). Geralmente analisar tal afirmação sem um profundo estudo das promessas de Deus para Israel, pode ocorrer riscos e distorções nas interpretações bíblicas, principalmente quando lemos o que Paulo também afirmou: “Mas agora, em Cristo Jesus, vos, que antes estáveis longe, fostes aproximados pelo sangue de Cristo. Porque Ele é a nossa Paz, o qual de ambos fez um; e, tendo derrubado a parede da separação que estava no meio, a inimizade, aboliu na sua carne a lei de ordenanças, para que dos dois (judeus e gentios) criasse em si mesmo um novo homem, fazendo a paz, e reconciliasse ambos em um só corpo com Deus por intermédio da cruz, destruindo por ela a inimizade.
Quando Jesus Cristo veio ao mundo foi para reconciliar o homem com Deus, começando primeiro pela casa unificada de Israel (Judá e Israel). Diz João que: “Veio para o que era seu, e os seus não o receberam Mas a todos quantos o receberam, deu-lhes o poder de serem feitos filhos de Deus; a saber: aos que crêem no seu nome; os quais não nasceram do sangue nem da vontade da carne, nem da vontade do homem, mas de Deus.” Jo. 1: 11-13.
O apóstolo João pela revelação do Espírito Santo está afirmando que Jesus veio primeiramente para os seus, (os judeus), mas que os seus não o receberam. Então os primeiros a gozarem do privilégio dessa reconciliação seriam todos os que nascessem da vontade de Deus. Jesus ensina que a vontade do Pai é: “E a vontade de quem me enviou é esta: Que nenhum Eu perca de todos os que me deu; pelo contrário, Eu os ressuscitarei no último dia. João 6: 39.
Todos os que são nascidos da vontade de Deus, crêem em Jesus Cristo, pois Ele veio para fazer a vontade de Deus.”Porque Eu desci do céu não para fazer a minha própria vontade ; e, sim, a vontade daquele que me enviou”. Jo. 6: 38.
Então porque os judeus não creram? Como está escrito: Deus lhes deu espírito de entorpecimento, olhos para não ver e ouvidos para não ouvir, até o dia de hoje. Ora, se a transgressão deles redundou em riqueza para o mundo, e o seu abatimento para riqueza dos gentios, quanto mais a sua glória. Eles também, se não permanecerem na incredulidade, serão enxertados, pois Deus é poderoso para os enxertar de novo. Pois, se foste cortado da que, por natureza, era oliveira brava, e contra a natureza enxertado em boa oliveira, quanto mais não serão enxertados na sua própria aqueles que são ramos naturais. Porque não quero, irmãos que ignoreis este mistério, para que não sejais presumidos em vós mesmos, que veio o endurecimento em parte a Israel, até que haja entrado a plenitude dos gentios. Rm. 11: 8, 12, 23, 24 e 25.
Em parte Israel rejeitou Jesus Cristo, pelo endurecimento do entendimento até que se completasse a totalidade dos gentios. Paulo afirmou que: “Quanto ao evangelho, são eles inimigos por vossa causa; (salvação dos gentios)quanto, porém, à eleição, amados por causa dos patriarcas: porque os dons e a vocação de Deus são irrevogáveis. Rm 1 28-29. Deus jamais se arrepende da promessa feita.
Então vem o questionamento principal do tema: Deus vai proporcionar uma salvação diferente para Israel? Não. Está escrito em 1 Timóteo 2: 5 e Atos 4: 12 que só através de Jesus Cristo há salvação. “Porquanto há um só Deus e um só mediador entre Deus e os homens, Cristo Jesus homem”. “ E não há salvação em nenhum outro; porque abaixo do céu não existe nenhum outro nome, dado entre os homens, pelo qual importa que sejamos salvos”.
Deus tem propósitos determinados para outros seres, embora seu propósito para Israel e seu propósito para a Igreja recebam maior atenção das Escrituras. Exemplo: Ele estabeleceu um propósito para os anjos caídos, que de modo nenhum se confunde com Seus propósitos para Israel e para a Igreja. “Ora, se Deus não poupou a anjos quando pecaram, antes, precipitando-os no inferno, os entregou a abismos de trevas reservando-os para juízo; 2 Pe. 2: 4. Ele também estabeleceu um propósito para aqueles que O rejeitarem, o qual também se distingue de outros propósitos. “O Senhor fez todas as coisas para determinados fins, e até o perverso para o dia da calamidade.
Embora o propósito de Deus para reconciliar os homens com Ele seja único e exclusivamente através de seu Filho Jesus Cristo, a Bíblia deixa muito claro que isso ocorrerá de maneira distinta; para gentios e para judeus (igreja e Israel). Promessas diferentes cumprimento em tempos diferentes. A primazia é da igreja de Cristo isto é: de todos aqueles que crêem no Filho de Deus o Senhor Jesus Cristo e o aceitem como único Senhor e Salvador. Aí não existe acepção de pessoa tanto gentios como judeus messiânicos estão incluídos.
Porém convém ressaltar que Israel faz parte de um propósito de Deus que será realizado através do próprio Jesus Cristo conforme promessas feitas antes da sua vinda. Vejamos então todas as promessas feitas por Deus quanto à salvação de Israel.
“Porque esta é a aliança que firmarei com a casa de Israel,depois daqueles dias diz o Senhor. Na mente lhes imprimirei as minhas leis, também no coração lhas inscreverei; Eu serei o seu Deus e eles serão o meu povo não ensinará jamais cada um ao seu próximo, nem cada um ao seu irmão, dizendo: Conhece ao Senhor, porque todos me conhecerão desde o menor até ao maior deles diz o Senhor. Pois perdoarei as suas iniqüidades e dos seus pecados jamais me lembrarei. Assim diz o Senhor, que dá o sol para a luz do dia, e as leis fixas à lua e às estrelas para a luz da noite, que agita o mar e faz bramir as suas ondas; o Senhor dos Exércitos é o seu nome. Se falharem estas leis fixas diante de mim, diz o Senhor, deixará também a descendência de Israel de ser uma nação diante de mim para sempre. Assim diz o Senhor: Se puderem ser medidos os céus lá em cima e sondados os fundamentos da terra cá em baixo, também Eu rejeitarei toda a descendência de Israel, por tudo quanto fizeram, diz o Senhor. JR. 31: 33-37.
Mesmo depois dessas promessas feitas por Deus para Israel alguns vão questionar; Onde estar o novo encontro de Israel com Jesus Cristo já que eles o rejeitaram?
Vejam de quem é estas promessas: “Naquele dia procurarei destruir todas as nações que vierem contra Jerusalém. E sobre a casa de Davi, e sobre os habitantes de Jerusalém derramarei o espírito de graça e de súplica; olharão para mim, a quem traspassaram; pranteá-lo-ão como quem pranteia por um unigênito, e chorarão por Ele, como se chora amargamente pelo primogênito. Naquele dia será grande o pranto em Jerusalém, como o pranto de Hadadrimom no vale de Megido. Naquele dia haverá uma fonte aberta para a casa de Davi e para os habitantes de Jerusalém, para remover o pecado e a impureza. Acontecerá, naquele dia, diz o Senhor dos Exércitos, que eliminarei da terra os nomes dos ídolos, e deles não haverá mais memória; e também removerei os profetas e o espírito imundo. Zc 12: 9-11 e 13: 1-2.
Os judeus vão receber de Jesus o espírito de graça e de súplica para reconhecerem em Jesus o Messias Salvador, aquele que eles rejeitaram.

Nenhum comentário:

Postar um comentário