Follow by Email

sábado, 4 de dezembro de 2010

PASSOS EM DIREÇÃO À SALVAÇÃO

PASSOS EM DIREÇÃO A SALVAÇÃO
À Salvação é o ato pelo qual alguém é salvo (ou escapa) de algum dano seja ele de qualquer natureza. Esé a concepção de salvação comumente usada pelas pessoas.
Quando falamos em salvação usando o conceito religioso cristão, a Bíblia é clara e indiscutível. Trata-se única e exclusivamente da manifestação da Graça de Deus, ou seja; é um favor imerecido oferecido por Deus ao homem alcançado unicamente pela fé em Jesus Cristo que em obediência ao Pai, se ofereceu como sacrifício vivo a Deus pela nossa justificação e o perdão dos nossos pecados. “Porque Deus amou ao mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênito, para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna”. Jo 3: 16.
A Graça de Deus é tudo o que provem livremente da sua vontade em benefício do homem e que lhe é concedida sem qualquer merecimento, ou em razão de alguma ação realizada por ele, mas advinda única e exclusivamente pela misericórdia de Deus. Portanto tudo o que o homem recebe de Deus é chamado de Graça
Não podemos nos enganar acerca do método divino da salvação, pois todos pecaram e carecem da glória de Deus. Rm . 3: 23. Cremos que todos são nascidos em pecado e em si mesmos absolutamente incapazes de fazer alguma coisa boa sem o auxilio da graça divina.
Já no antigo Testamento o rei Davi afirma que a salvação é do Senhor: “Do Senhor é a salvação e sobre teu povo a sua benção”. Sl. 3: 8. O apóstolo Paulo explica em Efésios capítulo 2, que após a queda do homem por causa do pecado de Adão, nós todos morremos nos nossos delitos e pecados, porque passamos a fazer a vontade da carne e do pensamento, (Ef. 2: 3b) tornando-nos assim filhos da desobediência (Ef. 2: 2b)e pela natureza modificada também nos transformamos filhos da ira de Deus.(Ef.2: 3b). Mas Deus usando a sua misericórdia e a riqueza da sua graça para conosco em Cristo Jesus (Ef. 2: 7b nos salva mediante a fé em Jesus Cristo. “Porque pela graça sois salvos mediante a fé; e isso não vem de vós, é dom de Deus, não de obras para que ninguém se glorie. Ef. 2: 8-9. O apóstolo deixa bem claro que a salvação é uma obra exclusiva de Deus, sendo alcançada unicamente pela graça mediante a fé no sacrifício do seu Filho Jesus Cristo através de queml recebemos a adoção de filhos de Deus. A graça que provem de Deus juntamente com a fé que também é um dom de Deus, opera no coração do homem para levá-lo a Cristo. Jesus disse:”Ninguém pode vir a mim se o Pai que me enviou não o trouxer; e Eu o ressuscitarei no último dia”. Jo 6: 44.Para que não haja duvidas de que nós só conseguimos chegar a Cristo através de Deus e da sua Palavra,confira o que Jesus ensina através dos seguintes versículos: Jo. 6: 37,38,39,45,65. Jo. 17: 6,9,20,24. Jo. 18: 9.
Antes da revelação pessoal de Cristo ao mundo, João Batista cognominado de João batizador já anunciava a salvação e conclamava ao povo no deserto da judéia : “Arrependei-vos porque está próximo o reino dos céus”. Mt. 3: 2; e diz o texto nos versículos 5,6 que “saiam a ter com ele Jerusalém, toda a Judéia e toda a circunvizinhança do jordão e eram por ele batizados no rio Jordão, confessando os seus pecados”. Mt. 3: 5. No meio de todo esse povo além daqueles arrependidos de coração sincero dispostos a serem transformados, havia arrependidos de todo tipo; o de falso arrependimento, o arrependimento por interesse o arrependimento por impulso sem nenhum propósito de salvação que visava exclusivamente fugir do juízo de Deus. Uma tentativa tão absurda que João Batista chegou a perguntar: quem vos induziu a fugir da ira vindoura? Jo.3: 7, e recomendou:”produzi, pois frutos dignos de arrependimento”. Mt 3: 8,pois “Já está posto o machado à raiz das árvores; toda árvore, pois, que não produz bom fruto é cortada e lançada no fogo”. Jo. 3: 10.
Como podemos perceber através do exemplo de João Batista ninguém é salvo por cumprir normas, mas somente pela Graça mediante a fé em Jesus Cristo, e o meio para que se alcance esse objetivo está na ação de Deus através do seu Filho e do Espírito Santo no nosso coração. Não há como você ser salvo mesmo cumprindo todos os passos sem o agir de Deus em seu interior. ”Não de obras para que ninguém se glorie”. Ef. 2: 9. Convém ressaltar que o Apóstolo Paulo não está afirmando que nós não temos que praticar boas obras. Mas segundo o apóstolo as obras não levam a salvação, elas devem ser frutos de uma pessoa já salva. Jesus lhe salva e você produz boas obras. Paulo, obras como conseqüência da salvação são realizadas pelo Espírito Santo estas sim são aceitas por Deus. O apóstolo Tiago também em momento alguns falou que as obras salvam. O que ele quis dizer foi à palavra mostrar as boas obras pela fé para comprovar que a pessoa está salva Estas também são obras do Espírito Santo. Tiago obras como comprovação da salvação.
Análise os sete passos da Graça de Deus que nos levam a salvação e em qual deles precisou da nossa interferência direta.
A Convenção – É uma obra do Espírito Santo no coração daquele que houve a Palavra de Deus, seja através da evangelização, da pregação ou do ensino, quando o Espírito Santo lhe convence do pecado da justiça e do juízo: Jo 16: 8;.Todos se tornam capazes de aceitar os argumentos de que são pecadores, que Jesus cumpriu a justiça de Deus morrendo por todos estando à direita do Pai intercedendo por todos e do juízo da ira de Deus determinado para aqueles que não aceitarem a oferta de Deus através do seu Filho.
A Conversão - (Arrependimento) Em Romanos capítulo 2 versículo 4, está o que de melhor simboliza a ação de Deus no que diz respeito ao arrependimento humano. “Ou desprezas a riqueza da sua bondade, e tolerância, e longanimidade, ignorando que a bondade de Deus é quem te conduz ao arrependimento. Rm 2: 4. Podemos perceber que a bondade de Deus leva o homem até a decisão pelo arrependimento, porem, Deus age pelo amor não forçando a natureza de ninguém ao arrependimento, mesmo porque quando o homem se arrepende foi conduzido por Deus a esta ação, porém quando isso não acontece é para que o homem jamais diga que não teve a mesma chance que todos tiveram. Portanto, Deus nunca será responsável pela condenação de ninguém, o próprio homem é responsável pela sua perdição.”Se vos não arrependerdes, todos de igual modo perecereis”. Lc 13: 3.
A Fé – Fé é uma operação de Deus através do Espírito Santo, que ocorre através da Palavra de Deus quando ouvida. “De sorte que a fé é pelo ouvir, e o ouvir pala palavra de Deus”. Rm 10: 17. Esse dom e dado ao homem de acordo com autenticidade de cada arrependimento, por isso é que se encontra citado depois do arrependimento. ”Depois de João ter sido preso, foi Jesus para a Galiléia pregando o evangelho de Deus, dizendo: O tempo está cumprido e o reino de Deus está próximo; “arrependei-vos e crede” no evangelho”.Mc 1: 14,15. O arrependimento sincero é uma exigência antes do recebimento da fé para crer. A Fé esta contida na lista dos dons espirituais (1Co. 12: 9),visando um fim proveitoso dentre eles própria salvação. “Quem não crer será condenado” Mc. 16: 16.
A Confissão – É uma ação de Deus que move o homem pela fé na vida, na obra, na morte vicária e na ressurreição de Jesus Cristos em seu favor e por isso o homem deve confessar os seus pecados a Deus e aceitar o Senhor Jesus Cristo como seu Senhor e Salvador “Se com a tua boca confessares a Jesus como Senhor e em teu coração creres que Deus o ressuscitou dentre os mortos serás salvo. Jesus através do seu sacrifício, “tornou-se o Apóstolo e Sumo Sacerdote da nossa confissão”. Hb. 3: 1b. “pelo que também Deus o exaltou sobremaneira e lhe deu o nome que está acima de todo nome, para que no nome de Jesus se dobre todo joelho,nos céus na terra e debaixo da terra, e toda língua confesse que Jesus Cristo é o Senhor para glória de Deus Pai” Fp. 2: 9,10,11. Cumpre as novas criaturas renunciarem a vida de antes e até a própria vida física se necessário for para estar com Ele na sua vinda. ,Mt. 16: 25
A Justificação – Deus é quem justifica ou perdoa ao pecador em virtude do sacrifício de Cristo. “O pecador é justificado unicamente pela fé em Cristo. Pelas Escrituras a fé é a condição para a justificação “Sendo justificados gratuitamente, por sua graça mediante a redenção que há em Cristo Jesus, a quem Deus propôs no seu sangue, como propiciação ,mediante a fé, para manifestar a sua justiça,por ter Deus na sua tolerância,deixado impune os pecados anteriormente cometidos: tendo em vista a manifestação da sua justiça no tempo presente, para ele mesmo ser justo e o justificador daquele que tem fé em Jesus. Concluímos, pois, que o homem é justificado pela fé independente das obras da lei Rm 3: 24,25,26 e28.
A Regeneração – Novo nascimento como é comumente chamada a regeneração é uma obra do Espírito Santo realizada no homem onde este experimenta uma mudança no coração. Essa ação torna o ser humano uma nova criatura cuja ação nós consideramos uma vivificação. A regeneração muda o nosso coração transformando o e fazendo-o retornar a imagem daquele que nos criou. “E vos vivificou, estando vós mortos em ofensas e pecados” Ef. 2:1. A melhor definição esta nas palavras de Paulo: “Se alguém está em Cristo, nova criatura é: as coisas velhas já passaram; eis que tudo se fez novo”. 2Co. 5:17.
A Santificação – Na santificação os sentimentos humanos são purificados pelo Espírito Santo, portanto separados do pecado e do mundo e conduzidos a um amor supremo por Deus. A santificação é sustentada por um grande número de passagens das Escrituras. “Sede santos porque Eu sou santo” 1Pe.1: 16. A perfeição cristã não é a santidade absoluta, pois só Deus a possui. O ser humano não consegue nem mesmo ser tão perfeito quanto aos anjos. Não estamos livres da tentação, neste mundo. Adão foi tentado até no paraíso. Não possuímos perfeição de conhecimento e podemos nos enganar. Há quem acredite que nós somos santificados na hora da morte. A idéia das Escrituras não é essa quando afirma que; nós somos libertados dos nossos inimigos e servimos a Deus “em santidade e justiça perante ele todos os dias da nossa vida”. Lc. 1: 75. Todos os filhos de Deus devem anelar pela santidade e extirpação de qualquer imundície, já que a santificação é requisito para entrar no céu. “Segui a paz com todos e a santificação sem a qual ninguém verá o Senhor” Hb. 12: 14.ta 

Nenhum comentário:

Postar um comentário