Follow by Email

terça-feira, 13 de março de 2012

CONHECENDO DEUS

O resultado da ação do pecado na humanidade foi á ausência do poder de Deus na vida do homem, mas também o desconhecimento das obras de Deus, do seu desejo e principalmente da sua vontade, resultaram nas maiores consequências quais sejam; a morte física e o eterno afastamento do homem de Deus denominado de morte espiritual conforme a Carta aos Romanos capítulo 6 versículo 23; “porque o salário do pecado é a morte, mas o dom gratuito de Deus é a vida eterna em Cristo Jesus, nosso Senhor”. O ser humano perdendo o relacionamento que tinha do favor de Deus, inevitavelmente necessita de uma restauração, para buscar conhecer a Revelação Especial de Deus que o apóstolo Paulo pregou em 1Co. 1: 23 e 24; “mas nós pregamos a Cristo crucificado, escândalo para os judeus, loucura para os (descrentes) gentios; mas para os que foram chamados, tanto judeus como gregos, pregamos a Cristo, poder de Deus e sabedoria de Deus”. Como percebemos, começamos a conhecer Deus através do seu Filho Jesus Cristo como sendo Ele: o poder de Deus e a sabedoria de Deus. Mas, este é só o começo da Revelação Especial de Deus, pois existe em nós uma necessidade constante de buscarmos conhecer mais e mais o nosso Deus. Esta necessidade foi revelada pelo profeta Oséias no capítulo 6 versículo 3; “Conheçamos e prossigamos em conhecer o Senhor; como a alva a sua vinda é certa; e Ele descerá sobre nós como a chuva, como a chuva seródia que rega a terra”. Então:“Que faremos para realizar as obras de Deus”? Foi esta a pergunta que fizeram a Jesus Cristo os seus discípulos. “Respondeu-lhes Jesus: A obra de Deus é esta, que creias naquele que por Ele foi enviado”. João 6: 28 e 29. O desejo de Deus está em dois fundamentos que só através da Revelação Especial de Deus pode ser realizado, pois Ele determinou que somente Jesus Cristo pode interceder em favor do homem, não somente para salvá-lo, mas também instruí-lo em todo o conhecimento da verdade de Deus. “Isso é bom e aceitável diante de Deus, nosso Senhor o qual deseja que todos os homens sejam salvos e cheguem ao pleno conhecimento da verdade. Porquanto há um só Mediador entre Deus e os homens, Cristo Jesus homem, o qual a si mesmo se deu em resgate de todos; testemunho que se deve prestar em tempos oportunos”. 1Tm. 2: 3, 4, 5 e 6. Todo o pleno conhecimento de Deus em sua completude, extensão, e glória está em Jesus Cristo porque Ele veio ao mundo como Deus, pois Ele mesmo afirmou em duas ocasiões: (01) “Disse-lhe Jesus: Felipe, há tanto tempo estou convosco, e não me tens conhecido? Quem me vê a mim, vê o Pai; como dizes tu: Mostra-nos o Pai. Não crês que Eu estou no Pai e que o Pai está em mim? As palavras que Eu vos digo não as digo por mim mesmo, mas o Pai que permanece em mim,faz as suas obras”. João 14: 9 e 10. (02) “Eu e o pai somos um”.João 10: 30. Muitos se empenham em diversas tarefas supondo que através delas estão fazendo a vontade de Deus. À vontade de Deus é À vontade de Jesus Cristo; “Cuidado que ninguém vos venha a enredar com sua filosofia e vãs sutilezas, conforme a tradição dos homens, conforme os rudimentos do mundo e não segundo Cristo; porquanto nele (em Jesus Cristo) habita corporalmente toda a plenitude da divindade. Também nele estais aperfeiçoados. Ele é o cabeça de todo principado e potestade”. Colossenses 2: 8, 9 e 10. Como a Revelação Especial de Deus é Jesus Cristo conhecer a vontade de Deus é o mesmo que conhecer a vontade de Jesus Cristo que esta em 1 Tessalonicenses 4: 3, 4, 5, 7 e 8. “Pois esta é a vontade de Deus a vossa santificação; que vos abstenhais da prostituição que cada um de vós saiba possuir o próprio corpo, em santificação e honra, não com o desejo da lascívia como os gentios que não conhecem a Deus, porquanto Deus não nos chamou para a impureza, e, sim, em santificação. Destarte, quem rejeita estas coisas não rejeita ao homem, e, sim, a Deus, que também vos dá o seu Espírito Santo”. Todas as ações do nosso Deus estão voltadas para o resgate do homem da degradação da sua humanidade, porém a sua vontade está em Jesus Cristo como Ele próprio afirmou no evangelho de João 6: 40. “De fato à vontade de meu Pai é que todo homem que vir o Filho e nele crer tenha a vida eterna; e Eu o ressuscitarei no último dia”. O completo conhecimento de Deus está em receber o seu Filho como o Senhor e Salvador das nossas vidas só assim é que podemos alcançar a nossa justificação. Jesus Cristo se torna o nosso salvador quando primeiramente o aceitamos como o Senhor das nossas vidas. Ele mesmo disse esta frase: ”Por que me chamais Senhor, Senhor e não fazeis o que vos mando”. Lucas 6: 46. Se Ele não é o Senhor da vida de alguém para fazê-lo caminhar de acordo com a sua Palavra, esse alguém não tem ninguém para Salvá-lo. “Este Jesus é pedra rejeitada por vós, os construtores, a qual se tornou pedra angular. E não há salvação em nenhum outro; porque abaixo do céu não existe nenhum outro nome, dado entre os homens, pelo qual importa que sejamos salvos”. Atos dos Apóstolos 4: 11 E 12.

Nenhum comentário:

Postar um comentário