Follow by Email

sexta-feira, 20 de dezembro de 2013

REALIDADE ENTRE A VIDA E A MORTE

REALIDADE ENTRE A VIDA E A MORTE
Não há como compreender o binômio; vida e morte do ser humano sem primeiro definir sua composição física, especificar sua atividade funcional e determinar período de existência.
Embora existam divergências entre os estudiosos sobre a formação do ser humano seja no campo das ciências físicas, humanas e até na ciência da religião como no caso dos que defendem uma dicotomia, isto é; o homem tem um corpo, mas eles entenderem que alma e espírito são a mesma coisa e os defensores da tricotomia, ou seja; o homem tem um corpo, mas eles defendem que a alma e o espírito não são a mesma coisa. Convém ressaltar que conforme as Escrituras, o ser humano é composto de Corpo, Alma e Espírito.
Citaremos de início três versículos extraídos da Bíblia Sagrada, o manual da criação de Deus para fundamentarmos princípios e conceitos na formação deste estudo
Então formou o Senhor Deus ao homem do pó da terra e lhe soprou nas narinas o fôlego de vida, e o homem passou a ser alma vivente. Gn. 2:7.
Se Deus pensasse apenas em si mesmo, e para si recolhesse o seu Espírito e o seu sopro, toda carne juntamente expiaria, e o homem voltaria para o pó. Jó 34: 14-15.
Pois não contenderei para sempre, nem me indignarei continuamente; porque do contrário o espírito definharia diante de mim e o sopro de vida que Eu criei. Is 57: 16.
Ressalte-se que no primeiro versículo o soprar de Deus nas narinas trouxe ao ser humano a alma. Basta substituir nos demais versículos a palavra sopro por alma que notaremos a diferença entre alma e espírito.
Está claro, nos três versículos quando Deus fala através dos profetas Moisés e Isaias Ele faz clara diferença entre alma e espírito.
Corpo- É a parte material do ser humano composta de vários órgãos que agrupados são responsáveis por todo o complexo das atividades físicas.
Alma- É o conjunto de atividades psíquicas que ultrapassam ao natural em função da ação que Deus atribuiu a alguns dos órgãos responsáveis pelo estado de consciência onde são expressos por livre arbítrio humano; os movimentos, os sentimentos, a inteligência e a vontade própria todos inerentes a vida enquanto animal racional.
Espírito- Como falou o Senhor Jesus o espírito é tal como o vento “sopra onde quer, ouves a sua voz, mas não sabes donde vem, nem para onde vai; assim é todo o que é nascido do Espírito. Jo 3: 8. O espírito pertence a uma sobre-naturalidade que transcende a matéria sendo portanto imortal, imanente de um único ser, o Ser de Deus, portanto não é parte integrante , mas sim um componente que pode tanto ser adicionado como subtraído do corpo humano.
Para o homem desfrutar da criação divina, a obediência a vontade de Deus era a única condição que o manteria vivo. Com o pecado da desobediência o homem trouxe para a criação o componente chamado morte, tanto a Física; a morte do corpo quanto à espiritual; a morte do espírito Quando isso acontece; ambos se extinguem como está escrito na bíblia: “E o pó volte à terra como o era e o espírito volte a Deus que o deu”. Ec. 12. 7. No caso da alma humana de onde parte todas as nossas ações, isto é; onde acontecem os pensamentos tantos os bons quanto os maus, os sentimentos tanto os bons quanto os maus as ações tanto as boas quanto as más essa jamais morrerá, ela simplesmente dormirá. “Não queremos porém irmãos, que sejais ignorantes com respeito aos que dormem, para não vos entristecerdes como os demais que não tem esperança” 1Ts. 4: 13. Isto até que aconteça a sua ressurreição quando então a mesma se unirá a um corpo espiritual para enfrentar o tribunal de Cristo. “Porque importa que todos nós compareçamos perante o tribunal de Cristo para que cada um receba segundo o bem ou o mal que tiver feito por maio do corpo”. 2Co. 5: 10.Para este julgamento a alma está incluída,pois foi ela quem sujeitou o corpo as ações pecaminosas por ele praticadas e somente a alma será responsável por essas ações. O destino do corpo Deus determinou um tempo de vida. Sua duração pode variar entre: fração de segundo do nascimento até mais ou menos cento e vinte anos. ”Então disse o Senhor Deus: O meu Espírito não agirá para sempre no homem, pois este é carnal, e os seus dias serão cento e vinte anos” Gn. 6:3. O homem foi totalmente destituído da imortalidade que tinha no inicio da sua criação. Deus é Espírito é Santo é Puro e é também o sustentáculo da vida espiritual humana, portanto não pode conviver com o pecado nem com o pecador. Ao afastar-se do homem deixou-o espiritualmente morto.
A nossa morte corporal não precisa de comprovação, pois nós presenciamos que diariamente a morte chega à vida de alguma pessoa seja ela em qualquer idade. Já a morte espiritual precisa nós recorremos a Bíblia porque como Deus é Espírito ouviremos do próprio Espírito de Deus, porque quem entende as coisas de Deus senão o seu próprio Espírito.
“Ele vos deu vida, estando vós mortos nos vossos delitos e pecados”. Ef.2:1.
O homem não pode viver sem Deus, mas Deus pode viver sem o homem, porém,Ele não quer que o homem viva sem Ele. Por isso preparou um cordeiro antes da fundação do mundo para que ao ser morto naquela cruz, pagasse a justificação dos nossos pecados perante Deus e nos regatasse da mão do diabo restituindo-nos vida espiritual “Porque assim como o Pai tem vida em si mesmo, também concedeu ao Filho ter vida em si mesmo. E lhe deu autoridade para julgar porque é o Filho do homem. Jo. 5:26-27.
Esta vida dada pelo Filho e que o Apóstolo Paulo afirma que alguns recebem, após estarem mortos por causa do pecado é a vida espiritual ou a imortalidade da alma como queiram a vida eterna com Jesus. Uma nova aproximação de Deus com o homem se tornou possível porque apesar d’Ele aborrecer o pecado Ele ama o pecador como afirma em sua Palavra. Porém isso só acontecerá enquanto nos estivermos em nossa vida física corpo, alma e espírito, pois só aceitando Jesus Cristo como o Senhor e Salvador em vida podemos ser renovados espiritualmente e então sermos salvos. Depois da primeira morte não ha mais nenhuma condição de salvação, e todos quantos não o aceitaram sofrerão a condenação.do juízo de Deus “E assim como aos homens está ordenado morrerem uma só vez e depois disso o juízo” Hb. 9: 27. O corpo tornando-se pó e o espírito voltando a Deus, somente a alma participa.da ressurreição dos mortos quando ela recebe um corpo espiritual tornando-se

Nenhum comentário:

Postar um comentário